Violante e Ana recordam José Saramago


Em mais uma iniciativa do programa ’A voz dos livros’, teve lugar no passado dia 14 de outubro no espaço Páteo dos Livros, em Cabrela, uma conversa entre a jornalista Ana Daniela Soares, Violante Saramago Matos e Ana Matos, filha e neta do escritor José Saramago.

O anfitrião destas iniciativas, David Lopes, começou por referir o acontecimento do momento que é a abertura da Escola de Cabrela, com uma alusão ao livro ‘Levantado do Chão’, frisando que com a escola, “também a vila se levanta do chão”, e acrescentado que “este é um sonho realizado”. Em seguida apresentou as três mulheres que compunham o painel para falar do escritor José Saramago, Ana Daniela Soares, jornalista e moderadora, Violante Saramago Matos e Ana Matos.

A jornalista começou por revelar uma carta inédita que tinha sido escrita por José Saramago à filha quando esta estava na prisão de Caxias, em 1973, por ter participado em manifestações no 1º de Maio, que à data eram proibidas pelo Estado Novo. A carta foi apreendida pela PIDE e nunca chegou às mãos de Violante, tendo integrado o processo do escritor no arquivo da polícia política.

Violante é a única filha de José Saramago e da artista Ilda Reis, com quem se casou em 1944 e de quem se viria a separar em 1970. Violante começou por referir a experiência vivida na cadeia e a relação que nessa altura manteve com os pais que a visitam sempre que tal era possível.

A neta, Ana Matos, sublinhou que a sua relação com o avô foi tardia, mas revelou que o convívio com José Saramago “permitiu-me ver o outro através da sua literatura”. Ana referiu também que o seu livro preferido é ‘Levantado do Chão’, justificando “este é um livro que a mim me diz muito porque fala de uma experiência de vida, fala do nosso país e fala como é que foi viver na ditadura e como foram feitos os preparativos para a revolução, contado a história por quem normalmente não está na história”. Violante também fez referência aos livros do pai, tendo destacado ‘A Caverna’.

A concluir a sessão os familiares do escritor descreveram como tem sido a sua vida nessa qualidade, o que isso tem de positivo e de negativo, mas cada uma revelou também que se emanciparam dessa situação e que podem ser elas próprias, independentemente de terem sido filha e neta de um autor que recebeu o Prémio Nobel da Literatura.


A.M. Santos Nabo




8 visualizações0 comentário